Pílulas de Poesia: Sou composta por urgências

“Sou composta por urgências:
minhas alegrias são intensas;
minhas tristezas, absolutas.
Entupo-me de ausências,
Esvazio-me de excessos.
Eu não caibo no estreito,
eu só vivo nos extremos.

Pouco não me serve,
médio não me satisfaz,
metades nunca foram meu forte!

Todos os grandes e pequenos momentos,
feitos com amor e com carinho,
são pra mim recordações eternas.
Palavras até me conquistam temporariamente…
Mas atitudes me perdem ou me ganham para sempre.

Suponho que me entender
não é uma questão de inteligência
e sim de sentir,
de entrar em contato…
Ou toca, ou não toca.”

 

Clarice Lispector

Bruna Regina

Bruna Regina

Bruna Regina é uma jovem mulher periférica e destemida.  Natural de Goiânia onde iniciou sua vida profissional na área de vendas e paralelamente atuava em pequenos/grandes movimentos e eventos políticos e culturais da cidade. Mudou se para São Paulo aos 21 anos, levando consigo uma mala, quatro caixas e sua feroz paixão por poesia, música e revolução. Em SP de maneira despretensiosa a música e principalmente os discos faziam parte de seu dia-a-dia, desse contato diário surgiu a oportunidade de se aventurar na arte da discotecagem em vinil e desde então corre atrás desse sonho. Caiu de paraquedas na delirante Paraty em novembro de 2018.