Eleições na Argentina: Javier Mille e Sergio Massa concorrem à presidência

Alexander Bagni/AFP/Getty Images

Uma mulher vota em uma seção eleitoral em Buenos Aires em 19 de novembro de 2023.



CNN

As votações estão abertas Argentina Uma eleição presidencial de alto risco colocou o ministro da Economia de esquerda do país, Sergio Massa, contra o libertário de extrema direita Javier Milla.

Ambos os candidatos foram calorosamente recebidos por apoiadores quando compareceram às urnas no domingo, mostrou um vídeo da Reuters. Miley, vestida com uma jaqueta de couro, abriu caminho entre uma multidão barulhenta de espectadores em Buenos Aires, esfregando as mãos, acenando e dando autógrafos.

Massa estava um pouco contido. Ao lado do filho, ela abraçou e conversou com pessoas no meio da multidão, posou para diversas fotos antes de entrar em um local de votação na cidade de Tigray, nos arredores da capital, e se misturou com mesários e eleitores.

As pesquisas de opinião pública têm visto os candidatos lado a lado nas últimas semanas, enquanto Miley e Massa oferecem visões totalmente diferentes para um país que luta contra a inflação mais alta do mundo.

Uma autodenominada “anarcocapitalista”, a ascensão surpresa de Miley veio por trás de manobras de campanha, incluindo o uso de uma motosserra em comícios para simbolizar seus planos de cortar drasticamente os gastos do governo. A sua principal proposta política era adoptar o dólar americano como moeda nacional da Argentina – um movimento longe de ser precedente para um país da sua dimensão.

Mathias Delacroix/AP

Miley, da coalizão Liberty Advances, chega para votar em Buenos Aires, Argentina, domingo, 19 de novembro de 2023.

Massa é um político de longa data que representou o establishment político argentino em oposição à candidatura de Miley.

READ  Cohen: Mets não demitirá Eppler e Showalter no meio da temporada

Embora a inflação tenha atingido um doloroso máximo de 142% em termos anuais, Massa tentou argumentar que as actuais medidas do governo já estão a pagar dividendos, com a inflação de Outubro a ser 35% inferior à de Setembro.

Ele ajudou a aprovar a lei do país que legalizou o aborto em 2020 e acredita nas mudanças climáticas; Miley é antiaborto e cética em relação ao clima.

Marianna Nedelgu/Reuters

Massa gesticula ao falar em 19 de novembro, dia da segunda eleição presidencial da Argentina, em Tigre, um subúrbio de Buenos Aires.

A disputa está sendo observada de perto como o mais recente teste do populismo de extrema direita na região. O ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro endossou a candidatura de Mili.

A votação será encerrada às 18h, horário local (16h ET), com uma contagem rápida de votos.

Stefano Bossepan, da CNN, contribuiu com reportagens em Bogotá.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *