QUARENTA ANOS BEM VIVIDOS

Dizem que Paraty é um lugar histórico. Pois bem… vou contar uma história. É a história de um lugar, digamos, mágico. Sim… mágico, porque acontece a magia do conhecimento transmitido. Lá acontece o encanto do aprendizado. Alguns chamam de escola… de colégio… de educandário… seja qual for o nome, que haja cada vez mais lugares assim. Essa é a história de um lugar como esse.

Há quarenta anos atrás, uma escola que seria a pioneira em Paraty, surgiu no cenário da educação com o nome de ‘Escolinha da Mônica’. A ideia era trazer uma proposta nova, lúdica, dinâmica e comprometida com o aprendizado, mesmo sem muitos recursos financeiros. A vontade de trabalhar compensava tudo isso.

Como resultado da dedicação, o colégio cresceu e precisou de mais espaço, mais equipamentos, mais pessoas para atender tanta gente querendo matricular seus filhos ali.

Então, em 1993, já no espaço atual, a escola passou a se chamar Educandário Torres Pádua, também muito conhecida hoje pelas iniciais: E.T.P.

O jovem ‘quarentão’ faz questão de manter-se entusiasmado e cheio de energia, sob as rédeas da incansável diretora Thea e sua equipe arrojada de profissionais. A receita é simples… o colégio se mantém em contato direto com as famílias dos estudantes, sempre aberto ao diálogo e às sugestões dos principais interessados… os clientes!

“Acreditamos que toda escola deve ser um espaço de participação social que valoriza a democracia, o respeito e principalmente a formação integral do aluno.” – diz a diretora.

Na semana passada, alunos, pais, professores e funcionários do colégio reuniram-se numa grande festa, no ‘Sítio do Keko’. Teve muita comida, jogos, oficinas artísticas, apresentações e homenagens, enfim… uma comemoração digna de quarenta anos! Afinal… em lugares mágicos também se faz festas! E com uma alegria ‘encantadoramente’ real!

 

Hugo Brasarock

Avatar

Hugo Brasarock

Hugo Brasarock é um músico premiado em alguns festivais de MPB Brasil afora, compositor, poeta e escritor, é autor do livro A Lenda da Velha Barrageira, que conta a história de uma lenda urbana de Ilha Solteira, sua cidade natal. Professor de Inglês e de Literatura, atualmente leciona em dois colégios de Paraty.

Deixe aqui sua opinião sobre este assunto!