Origem do Papai Noel

O Papai Noel: origem e tradição

 

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.

 

Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.

 

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.

 

Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.

 

Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.

Ou seja o Papai Noel começou a usar vermelho depois que tomou Coca-Cola, assim a imagem do bom velhinho foi recriada para meros fins

comerciais. 

É o bom velhinho de barbas brancas e roupa vermelha que, na véspera do Natal, traz presentes para as crianças que foram obedientes e se  comportam bem durante o ano.   

Isso não quer dizer que ele seja comunista ,nem do comando vermelho!

É Apenas uma grande

sacada de marketing que deu certo e muitos aceitam sem nunca questionar.

Para mim a decoração de inverno nunca fez sentido com o que se

celebra no Natal. Papai Noel vem do Polo Norte e Jesus do Oriente Médio.

Como se diz lá no Caribe, o conhecimento não ocupa espaço e aprender a verdade sobre a realidade nunca é demais.

Boas festas e cuidado com os excessos do Natal até o Carnaval!

imagem arquivo Coca Cola

Avatar

Beatriz Simbiya

Beatriz Simbiya Também conhecida como Mama Chakra, Beatriz Simbiya é cidadã do mundo, artista, fotógráfa e terapeuta holística.  Facilita aulas e vivências de yoga, dança e temas de energia sagrada feminina entre outros assuntos do mundo holístico. Atende com sessões de terapias holisticas,reiki e massagem energética relaxante Como fotografa cria retratos da alma, usando a fotografia como uma ferramenta de auto conhecimento.