Mulheres são presas por divulgarem golpe da ‘Mandala da Prosperidade’, a pirâmide financeira que pede R$ 5 mil

Esquema atrai pessoas com fragilidade emocional, fingindo ser um negócio de economia solidária

Duas mulheres foram presas por associação com a pirâmide financeira conhecida como “Mandala da Prosperidade”. De acordo com investigações, a dupla recrutava mulheres pedindo depósitos de R$ 5.000 para o golpe.

As acusadas foram reconhecidas por vítimas da “Mandala da Prosperidade”. A prisão das duas mulheres aconteceu em São Paulo – SP, após um boletim de ocorrência ser registrado por uma das vítimas.

Com a oferta de lucro que pode chegar em R$ 40.000, o esquema está sendo impulsionado em grupos de mulheres. Com a falsa relação com economia solidária, a “Mandala da Prosperidade” aproveita-se de mulheres em estado frágil, prometendo uma nova vida mediante o investimento fraudulento.

Polícia prende duas líderes da “Mandala da Prosperidade”

Um inquérito para apurar o golpe da “Mandala da Prosperidade” resultou na prisão de duas mulheres do esquema em São Paulo – SP. De acordo com investigação da Polícia Civil, um inquérito contra as líderes foi aberto na última terça-feira (30).

Um boletim de ocorrência foi registrado no 51º Distrito Policial contra as duas líderes que foram indiciadas pela Polícia Civil após a denúncia de uma das vítimas do esquema.

As duas mulheres foram detidas pelas autoridades depois que uma das vítimas reconheceu as líderes do negócio.

Segundo a investigação, a mulher foi convidada para investir no negócio em 2018, momento em que ela enfrentava problemas devido ao término de um relacionamento. Atraída pela promessa de lucro fácil, a vítima perdeu dinheiro ao depositar R$ 5.000 para a “Mandala da Prosperidade”.

Em reuniões virtuais que acontecem pelo Zoom, o golpe da “Mandala da Prosperidade” atrai mulheres em busca de lucro com investimentos. Conforme noticiou o Cointelegraph, o esquema funciona como uma “lavagem cerebral.”

Uma usuária chamada Camila Petersen denunciou a pirâmide financeira no Twitter. Ela conta que a amiga caiu no esquema e acabou depositando o dinheiro pedido, em um momento de “fragilidade.”

“Minha amiga foi convidada por duas amigas próximas, num momento de muita fragilidade. Elas ficaram a assediando por mais de dois meses até que minha amiga cedeu e depositou a grana.”

Exemplo de como funciona o Tear dos Sonhos e a Mandala da Prosperidade

Pirâmide financeira faz sucesso entre as mulheres

A “Mandala da Prosperidade” é considerada uma pirâmide financeira que está fazendo mulheres como vítimas do esquema em todo o Brasil. Além desse nome, a fraude pode ser chamada também de “Tear dos Sonhos”.

O esquema aproveita a vulnerabilidade de mulheres em momentos difíceis para executar o recrutamento da nova líder. Embora seja considerado um “golpe velho”, a “Mandala da Prosperidade” voltou a atuar como uma pirâmide financeira em 2020, assim como o “Tear dos Sonhos” que pede dinheiro para as vítimas.

A lógica de ambos os negócios é a mesma, onde mulheres devem depositar R$ 5.000 para líderes que ficam com todo o dinheiro da vítima. O dinheiro deve ser depositado antes da “nova líder” começar a recrutar outras mulheres para o esquema sustentando o ciclo da pirâmide financeira.

O golpe da “Mandala da Prosperidade” não possui relação com outras fraudes no mercado que utilizam criptomoedas. Nesse caso, o depósito é em dinheiro e a promessa de lucro acontece a partir da entrada de novas indicadas para o esquema.

Fonte: https://cointelegraph.com.br/news/women-are-arrested-for-fraud-of-the-mandala-of-prosperity-the-financial-pyramid-that-asks-for-r-5-000

Avatar

Zé do Povo

Arredio, inquieto, mas um defensor árduo da justiça, Zé do Povo é o que o nome diz. Um cara do povo, que prefere não se expor, mas quer expor todos os problemas da cidade.

Deixe aqui sua opinião sobre este assunto!