Criminoso que estuprou moça na Praia do Sono e matou o marido dela a pauladas já teria cometido outros 3 estupros!

Segundo a matéria de Marcela Lemos, do Uol, a Polícia Civil estaria investigando se o suspeito preso por estuprar uma mulher e matar Adam Zindul, o marido dela, violentou outras 3 mulheres. Segundo a matéria, o delegado Marcello Russo afirmou que 3 outras mulheres fizeram Registro de Ocorrência contra o mesmo rapaz. Inclusive, ele teria agido de forma semelhante em todos os crimes. As mulheres teriam procurado a delegacia, dizendo que foram amarradas, agredidas e estupradas pelo rapaz. Ele seria de uma família conhecida na região. A identidade do suspeito ainda não está sendo oficialmente divulgada.

O suspeito pelo crime foi transferido hoje para a audiência de custódia. Sua prisão preventiva foi pedida onte, Ele deverá responder por homicídio, tentativa de feminicídio e estupro. Ontem foi colhido o depoimento da esposa do rapaz assassinado, internada no hospital Hugo Miranda. Ela teria feito o reconhecimento do suspeito como sendo o autor do crime, e relatado que foi estuprada antes do rapaz matar seu marido.

De acordo com o depoimento dela, o homem estaria com o rosto parcialmente coberto e usava luvas para não deixar impressões digitais pela casa. Ela relatou ter sido amarrada na cama, sofrido agressões e ter sido estuprada na sequencia.

“Ele amarra o homem na cadeira, agride ele e depois amarra a mulher na cama, pratica esganadura e ela acaba desmaiando. Ele pensa que ela morreu e a estupra. Em seguida, ele vai para sala e mata o turista, fugindo depois. Na mata, ele se desfez de roupas e objetos que utilizou na casa. A mulher depois que acordou, conseguiu se soltar e pedir socorro na rua”, disse o delegado.

O suspeito pelo crime tem passagem na polícia por tráfico de drogas. Procurada, a embaixada da Lituânia no Brasil informou que o Consulado Geral foi informado oficialmente ontem e disse “que condena veementemente o executor por um crime tão cruel e incentiva as autoridades competentes do Brasil a implementarem todos os procedimentos relacionados à sua investigação”.
De acordo com a embaixada, os parentes da vítima já foram informados.

“O Consulado Geral da República da Lituânia em São Paulo está fornecendo assistência consular, solicitada pela família do cidadão lituano falecido”, informou através de nota para a matéria do Uol. Não serão divulgadas informações sobre enterro ou “transporte dos restos mortais da pessoa falecida”, informou a embaixada.

Ainda segundo a matéria, o suspeito trabalahva na casa alugada pelo casal capinando, e já havia assediado a esposa do lituano dias antes. Adam Zindul e a mulher estavam há 4 dias na casa onde ocorreu o crime. A mulher do lituano é brasileira e tem 35 anos. Já no passaporte dele consta que ele chegou ao Brasil no dia 28 de fevereiro.

“Quando a mulher abriu a porta do imóvel, ele [o criminoso] invadiu o local. Agiu de modo cruel, sem chance de defesa para a vítima. Sumiu um dinheiro da carteira da vítima apenas, mas o dinheiro da mulher continuou na bolsa, o que nos faz acreditar que o objetivo era o estupro, e não roubo”, afirmou o delegado ao UOL na manhã de ontem.

guidonietmann

guidonietmann

Guido Nietmann é fotógrafo, e mora há desde 2012 anos em Paraty. Em parceria com a fotógrafa Roberta Pisco, criou a Fotos Incríveis, empresa especializada em fotografia imobiliária, gastronômica, fotografia aérea, fotografia de produtos e que atua também com ensaios, além de responsável pela criação do Projeto Eu Amo Paraty. Apaixonado por Paraty, não se cansa de retratar as belezas da cidade e nutre uma paixão  especial pela Igreja de Santa Rita! Contato e mais informações: www.fotosincriveis.com.br

Deixe aqui sua opinião sobre este assunto!